PersonalRunner

"Através de três métodos podemos aprender a sabedoria: primeiro, por reflexão, que é mais nobre, o segundo, por imitação, que é mais fácil, e terceiro, por experiência, que é a mais dolorosa." Confúcio

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Ração Humana

Estava a procura da receita da ração humana e curiosamente encontrei várias receitas. Seguem abaixo!

1 - Receita da Ração Humana do


A ração humana é indicada para emagrecer, manter o peso, aumentar a resistência orgânica, regular intestinos, desintoxicar o organismo e para o tratamento complementar da menopausa.

Ingredientes:
500g Fibra de Trigo;
500g Soja em pó;
500g Farelo de Aveia;
250g Germen de trigo;
100g Semente de Gergelim/Sesamo com casca;
100g Açúcar Mascavado;
100g Semente de linhaça;
50g Gelatina em pó;
50g Levedo de Cerveja em pó;
50g Guaraná em Pó.

Acondicionamento: Vidros limpos e secos, fechados hermeticamente.
OBS: Conservar na geladeira/frigorífico no verão.

Dose diária (tomar pela manha):
1- Copo de água em jejum;
2 -Duas colheres de sopa com sucos de laranja, abacaxi ou mamão ou NUNCA leite.

FIBRA DE TRIGO: as fibras ajudam baixar os níveis de colesterol e estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Ajuda a prevenir o câncer de cólon, constipação, hemorróidas, obesidade e muitos outros problemas de saúde.

LINHAÇA: é rica em proteínas e ferro, além de possuir uma substancia que protege contra tumores de mamas, ovários e próstata. Associada com a proteína de soja, aumenta a atividade do sistema imunológico. Rica em Omega 3, a linhaça tem efeito antiespasmódico, analgésico, antiinflamatório do aparelho gastrointestinal, combatendo gastrite e duodenite. Para uma maior absorção das suas propriedades a Linhaça deve ser transformada em farinha.

LEITE DE SOJA: a soja é capaz de reduzir o colesterol e regular a formação do osso. Rica em proteínas e sais minerais, é de fácil digestão. Regulariza a pressão e fortalece todo o sistema imunológico do organismo. Rica em hormônios, aumenta os níveis de estrogênio nas mulheres na menopausa. Possui actividade anticancerigenas e antivirais.

AVEIA: ela contém uma espécie de goma que envolve as moléculas gordurosas, dificultando sua absorção pelo organismo. Assim, o seu poder anticolesterol é capaz de reduzir a porcentagem de gordura circulante no sangue.

LEVEDO DE CERVEJA: é um suplemento alimentar muito rico, pois nele se encontram cerca de 17 vitaminas, 16 aminoácidos e 18 minerais. É a maior fonte natural de vitaminas do complexo B. Ajuda a regularizar as funções intestinais; ajuda o fígado no trabalho de desintoxicação do organismo, protege a flora intestinal, anemia, fadiga, reumatismo, artrite, gota, furunculose, celulite, obesidade, arteriosclerose, nevralgias, resfriados. É tónico para os nervos, aumenta a resistência física, embeleza a pele e tem acção anti infecciosa e desintoxicante.

GERGELIM/SESAMO: é um alimento muito rico, consumido no mundo inteiro. Tônico dos nervos, combate dores reumáticas, tumores, acido úrico, memória fraca, hemorróidas, gastrites, ulcera, prisão de ventre, pressão alta. È um excelente repositor de cálcio.

GERMEN DE TRIGO: contem vitaminas dos grupos A, B, D, F, K e principalmente a vitamina E, que regenera os tecidos. Combate a menstruação irregular, dificuldades de crescimento e desenvolvimento, fraqueza muscular e infecções. Combate também doenças dos tipos reumáticas, como o torcicolo, reumatismo muscular e nervoso, doenças cardíacas e circulatórias.

GUARANÁ EM PÓ: previne a arteriosclerose, favorece a intelectualidade. Eficaz nos esgotamentos físico e mental. Contra indicado nos casos de insónia e hipertensão.

GELATINA: enrijece os tecidos, aumenta a elasticidade da pele, combate a flacidez e a celulite, previne o aparecimento de rugas, fortifica unhas fracas e quebradiças e combate a queda de cabelo.

AÇÚCAR MASCAVADO: é o açúcar de cana integral, que não passa pelos processos de refino e industrialização. Tem uma coloração castanha e sabor como de rapadura moída. Rico em cálcio, ferro, potássio e diversas vitaminas que não são encontradas no açúcar refinado. É importante lembrar que açúcar mascavado não é aconselhável para diabéticos.

Observações: Para pessoas com diabetes ou com regime de emagrecimento, retirar o açúcar mascavodo e para pressão alta retirar o guaraná, mas com farinha de maracujá, que ajuda a regular as taxas de açúcar do sangue. Para fazer uma porção menor, a mistura pode ser reduzida à metade, *excepto estes três últimos itens cujo o peso deve ser mantido. Colocar tudo em um recipiente, misturar muito bem para tornar uma mistura uniforme. Guardar em vidros limpos, secos e tampados.

Para a ração humana feita conforme a receita acima, são aproximadamente 80 kcal por porção (2 colheres de sopa / 20g).




2 - Receita da Ração Humana

Ingredientes:

500g - Fibra de trigo,
250g – leite de soja em pó,
500g – farelo de aveia,
250g – germem de trigo,
250g – quinoa ,
100g – açúcar mascavo,
100g – farinha de linhaça,
100g – semente de gergelim integral,
*50g – levedo de cerveja,
*50g – gelatina em pó (ou agar-agar),
*50g – guaraná em pó.

Observações: Para pessoas com diabetes ou com regime de emagrecimento, retirar o açúcar mascavado e para pressão alta retirar o guaraná. Para fazer uma porção menor, a mistura pode ser reduzida à metade, *exceto estes três últimos itens cujo o peso deve ser mantido. Colocar tudo em um recipiente, misturar muito bem para tornar uma mistura uniforme. Guardar em vidros limpos, secos e tampados.

Esta receita não foi formulada por nós, apenas repassamos o que recebemos no inicio de 2008.




3 - Receita da Ração Humana - Germinada



Ingredientes: 50g Trigo integral germinado ;
25g Feijão de Soja germinado;
50g Aveia integral germinada ;
50g Quinoa real germinada;
10g Semente de Gergelim/Sésamo germinado;
10g Tâmaras secas ou Sultanas sem caroço - demolhadas;
10g Sementes de linhaça;
10g Agar-Agar;
10g Levedo de Cerveja em pó;
5g Guaraná em Pó.



Dose diária (em jejum):


1- Copo de água morna, em golos pequenos;


Passar grosseiramente pelo moinho de café o trigo, a soja, a aveia, a quinoa e a linhaça juntar os outros ingredientes
Colocar duas colheres de sopa no sumo de uva, ou sumo de romã, ou sumo de frutos vermelhos, ou sumo de laranja, ou sumo de clorofila, ou sumo da luz do sol, deixar repousar 5 minutos antes de ingerir.


NOTA: A receita da ração humana do Leite da Terra é crua e rende 3 doses.

Não deve ser guardada por mais de 2 ou 3 dias.

Para os diabéticos, retirar as tâmaras ou as sultanas e para as pessoas com hipertensão retirar o guaraná.


Tomem muita água!!!!!!
(Janaína Grossi)

domingo, 21 de novembro de 2010

recreação na água!

Hoje pela 2ª vez na minha vida fui fazer animação de uma festa de aniversário na piscina!
Foi muito divertido! Acredito que as crianças se divertiram tanto quanto eu! Como não fazia isso a anos tive que procurar algum material e aqui reuno um pouco do que encontrei!

ATIVIDADES AQUÁTICAS
Sugestão: Prof. Consultor Maurício Leandro (Choquito)
1. Espaguete Maluco:
Ao som de uma música todos dançam pela piscina. Quando a música parar, deve-se encostar a mão em algum dos espaguetes que estarão espalhados pela piscina.
2. péga Bexigas:
Formam-se duplas. Cada dupla tem uma bexiga que deve estar cheia de ar. Os dois participantes devem estar fora da água e um deles deve segurar a bexiga. Ao sinal, ele deverá soltar essa bexiga cheia (sem que esteja amarrada com nó) e a sua dupla deverá pegá-la antes que a bexiga caia na água.

3. Fugi - Fugi:
Todos os participantes ficam de um lado da piscina e um pegador fica ao centro. Quando esse pegador disser: péga péga, todos devem responder: FUGI FUGI, e atravessar para a outra borda da piscina. Quem o pegador conseguir pegar, vai ficar parado no lugar onde foi pego e vira pegador também.
4. Peixinho e Tubarão:
Um dos participantes representa o tubarão e os demais são tipos de peixes diferentes. O tubarão diz: TUBARÃO ESTÁ COM FOME!!!, e os peixinhos respondem: QUER COMER O QUÊ???? O tubarão por sua vez responde um nome de peixe que foi escolhido e todos os peies que tiverem esse nome deverão atravessar a piscina sem serem pegos pelo tubarão.
5. Cotonete:
Cada participante receberá um cotonete, e deverão segurá-lo sem deixar molhar. Os monitores colocarão dificuldades.

6. Corrente Aquática:
Duas equipes que estarão divididas ao meio, uma parte em cada lado da piscina. Ao sinal, deverão formar uma corrente. Em forma de revezamento

7. Fôlego de Leão:
Duas ou mais equipes. Os participantes deverão encher uma bexiga dentro da água e estourá-la de um lado da piscina.
8. Grito do Tarzan
Duas ou mais equipes, e em duplas dentro de cada equipe.
Ao sinal, o homem de cada equipe deve pular na água e passar por dificuldades para salvar a sua Jane.
9. Corda Maluca:
Duas ou mais equipes. Cada equipe tem uma corda e um participante deve cada vez deverá atravessar a piscina pendurada pela corda.
                                               Sugestão: Prof. Consultor Maurício Leandro (Choquito)
             (Janaína Grossi)

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Dicionário de academia! Interessante

A

*Abdômen, músculo - Vulgarmente chamado de barriga,suas funções ,entre outras são ajudar na postura e respiração.

*Acido lático - Acido lático e esportes:Respiramos mais depressa durante um exercício muscular, porque consumimos mais oxigênio. Nossos músculos, porém, são dotados de um mecanismo que garante a continuação do esforço, mesmo na ausência do oxigênio: a respiração anaeróbia, onde a glicose se decompõe na ausência do gás oxigênio, reproduzindo ácido lático. Quanto maior a atividade muscular, mais ácido lático se acumula no músculo, tornando-o fatigado e incapaz de contrair-se, produzindo cansaço e até cãibras.

*ADE - ADE ( pelo amor de Deus ,Não usem isso) No Brasil, a alternativa para o uso de Synthol e outros óleos, veio através de um medicamento veterinário de custo relativamente baixo e de fácil acesso: o composto vitamínico ADE.Cada 100 ml de ADE, normalmente é composta de 2.500.000 a 25.000.000 Ul vitamina A, 500.000 a 7.000.000 Ul de vitamina D e 1.650 a 7.000 Ul vitamina E. Oficialmente, este produto é recomendado para tratar carências de vitaminas e infecções em bovinos, eqüinos, suínos, ovinos, caprinos e coelhos (há claras recomendações para não se usar em cães e gatos).Por conter vitaminas lipossolúveis, o veículo do ADE é oleoso e seu custo é relativamente baixo, dada a matéria prima e destinação do produto. Assim, algum "gênio", teve a infeliz idéia de iniciar a injeção localizada desta substância e criar uma versão tupiniquim do Synthol, nos presenteando com uma das práticas mais ignorante do mundo do fitness.
Como se pode notar, o ADE não possui o analgésico encontrado nos produtos acima, o que deixa sua aplicação mais dolorosa e torna mais difícil que uma grande quantidade seja usada de uma só vez. No entanto, muitos usuários burlam esta limitação com aplicações pequenas e constantes da droga, obtendo, em longo prazo, as mesmas deformações e efeitos colaterais que se pode com outros óleos.
Efeito colaterais:morte, embolia, infartos, amputações, paralisias e necroses.

*Aeróbico,exercício - O exercício aeróbio é aquele que realiza-se aumentando o ingresso de oxigênio no organismo. Esse tipo de exercício trabalha uma grande quantidade de grupos musculares de forma rítmica. Andar, correr e pedalar são alguns dos exemplos de exercícios aeróbios.Do ponto de vista da saúde, os exercícios aeróbios são quase uma "poção mágica". Eles podem ajudá-lo a emagrecer, combater o estresse, melhorar o sistema imunológico e reduzir o risco de algumas doenças. Aeróbio significa "que vive no ar", e quando relacionado a exercícios, refere-se a atividades que aumentam o consumo de oxigênio e a freqüência cardíaca.

*AES
- Anabolic steroids ,Esteróides anabolizantes.Os esteróides androgênicos anabólicos (EAA ou AAS - do inglês Anabolic Androgenic Steroids), também conhecidos simplesmente como anabolizantes, são uma classe de hormônios esteróides naturais e sintéticos que promovem o crescimento celular e a sua divisão, resultando no desenvolvimento de diversos tipos de tecidos, especialmente o muscular e ósseo. São substâncias geralmente derivadas do hormônio sexual masculino, a testosterona, e podem ser administradas principalmente por via oral ou injetável. Atualmente não são utilizados somente por atletas profissionais, mas também por pessoas que desejam uma melhor aparência estética, inclusive adolescentes. Os diferentes esteróides androgênicos anabólicos têm combinações variadas de propriedades androgênicas e anabólicas. Anabolismo é o processo metabólico que constrói moléculas maiores a partir de outras menores.
Lista de componentes anabólicos:
* Testosterona
* Metandrostenolona / Metandienona (Dianabol)
* Nandrolona Decanoato (Deca-durabolin)
* Nandrolona|Nandrolona Fenilpropionato (Durabolin)
* Boldenona|Undecilenato de Boldenona (Equipoise/Equi-boost/Equifort)
* Estanozolol (Winstrol/Wistrol V/Estrombol/Stanzol)
* Oximetolona (Anadrol-50 / Hemogenin)
* Oxandrolona (Anavar)
* Fluoximesterona (Halotestin)
* Trembolona (Fina)
* Enantato de Metenolona (Primobolan)
* 4-Clorodehidrometiltestosterona (Turinabol)
* Mesterolona (Proviron)
* Mibolerona (Cheque Drops)
* Clostebol (Trofodermin)

O aumento na massa muscular é predominantemente da musculatura esquelética e é causado por um aumento na síntese de proteínas musculares ou possivelmente uma diminuição na quebra de proteínas musculares. Existem hipóteses de que andrógenos regulam a composição do corpo ao promover o compromisso de células mesenquimais pluripotentes em linhagens miogênicas e inibindo sua diferenciação em linhagens adipogênicas. Entretanto os andrógenos podem também cumprir um papel anticatabólico ao inibir a atrofia dos músculos esqueléticos através da ação antiglicocorticóide independente do receptor de andrógeno.

*Agonista,musculo -Músculo agonista São músculos que realizam os movimentos sinérgicos ("músculos responsáveis pelo movimento desejado").

Exemplo é o bíceps braquial na flexão do cotovelo e supinação rádio-ulnar, e além disso, é agonista para várias ações da articulação do ombro, devido a sua inserção proximal por duas cabeças da escápula, o tríceps braquial é o seu antagonista, músculo contrário ao movimento, que age para regular a rapidez ou a potência da ação do bíceps. Outro exemplo é o tríceps braquial que é o agonista na extensão do cotovelo, nesse movimento o bíceps braquial age como antagonista do movimento. O agonista é todo o músculo que causa o movimento, é denominado o músculo principal do movimento.

*Aminoácido - Os aminoácidos formam a estrutura das proteínas e são essenciais para o corpo humano. Malhadores e esportistas são as pessoas que mais se beneficiam com a suplementação de aminoácidos porque eles ajudam no reparo, crescimento e desenvolvimento do tecido muscular. Os aminoácidos são essenciais para a produção de mais de 50 mil proteínas e mais de 15 mil enzimas, incluindo as enzimas digestivas, que devem estar em ótimo funcionamento para que você possa aproveitar ao máximo a sua alimentação e suplementação.Dentro desse grupo existem dois tipos de aminoácidos,os essenciais e não essenciais,os essenciais são no total 8,que são obtidos apenas pela ingestão dos mesmos.

*Anabolismo
- É a parte do metabolismo que se refere à síntese de substâncias em um organismo, ou seja, a partir de moléculas mais simples, são criadas moléculas mais complexas. O anabolismo só ocorre em alta energética, caso esteja em baixa energética, acontece o catabolismo.Ex. mais comum de um processo anabólico na nossa vida de marombeiro e a formação de proteínas a partir de aminoácidos.

*Anaeróbico,exercício - Anaeróbico significa "sem ar", e refere-se à geração de energia no tecido vivo independente do oxigênio. Exercícios anaeróbicos são atividades breves de alta intensidade nas quais o metabolismo anaeróbico acontece nos músculos.Exemplos de exercícios anaeróbicos incluem musculação, sprints, saltos; qualquer exercício que consista de movimentos rápidos de alta intensidade. Exercícios anaeróbicos são geralmente usados por atletas para desenvolver força e bodybuilders para construir massa muscular. Músculos que são treinados sob condições anaeróbicas desenvolvem melhor performance em atividades de curta duração e alta intensidade.

*Antagonista -Músculo antagonista é um músculo que "permite" a ação contrária ao movimento provocado por um outro músculo (músculo agonista), isto é, o músculo antagonista é aquele que tem um "trabalho" oposto a um outro músculo.

Um exemplo clássico de um músculo antagonista é o Tricepete Braquial - localizado na parte posterior (de trás) do braço e que realiza a extensão (o esticar) do antebraço - que contraria a ação sinérgica do músculo bícipete branquial e do músculo braquial (anteriormente no braço, e permitem realizar a flexão do antebraço).

*Assimetria - Diferença de tamanho ou formato do musculo direito pra esquerdo ou vice-versa.

B

*BF% - Body Fat ,Gordura corporal ,medida em porcentagem de quanto da sua massa corporal e gordura.Ex: Se alguém tem Bf de 15%,isso quer dizer que 15% da massa corporal dessa pessoa e gordura.

*Biceps - Constituído basicamente de dois músculos:
o bíceps exterior, curto, e o bíceps interior, longo.
É responsável pela flexão do cotovelo e flexiona o ombro
transversalmente. Mas o bíceps é constituído
indiretamente de outros músculos também, que se situam entre o próprio e o tríceps.
Treinar os bíceps envolve uma série de fatores que ora o isolam, ora o atingem em conjunto.

*Bolar - Ciclar

C

*Carboidratos - Os carboidratos têm função estrutural da membrana celular (construtora ou plástica), fornecimento de uma fração significativa de energia, armazenamento energético nos animais, sob a forma de glicogênio e principalmente nos vegetais, sob a forma de amido.Para nos o carboidrato e um macronutriente que tem como principal função a geração de energia,nosso organismo dá a preferencia ao carbo,para depois gordura e proteinas.Cada grama de carboidratos fornece 4kcal,fontes de carboidratos são o macarrão, pães, batata, batata doce, mandioca, mandioquinha, grão de bico, lentilha, cará, pinhão, farinhas, arroz, frutas, mel, geléias e leite.
Também tem função anticoagulante (heparina), lubrificante, estrutural (quitina) e antigênica (ativa o sistema imunológico, por exemplo, a alergia causada por crustáceos).
Os carboidratos também são conhecidos como açúcares.

*Catabolismo- Catabolismo é um processo metabólico que implica na “quebra” de substâncias complexas em substâncias mais simples. Refere-se à assimilação ou processamento da matéria adquirida para fins de obtenção de energia.
Parte sempre de moléculas grandes, que contêm quantidades importantes de energia. Estas substâncias são transformadas de modo a que restem, no final, moléculas pequenas, pobres em energia resultante deste processo.
A quebra das proteínas do tecido muscular para obter energia é um exemplo de catabolismo.
Para evitar o catabolismo você precisa ingerir alimentos protéicos de 3 em 3 horas Isso garante que seu corpo esteja sempre sendo suprido pelas proteínas de sua dieta. Também é importante uma alimentação adequada em proteínas + carboidratos pós-treino e evitar treinar com fome ou mais de duas horas desde a última refeição.
Para ganhar massa muscular deve, portanto evitar ao máximo o catabolismo muscular, promovendo o anabolismo através de treino direcionado e alimentação adequada.

*Ciclo - O que é um ciclo de anabolizante ? Qual é a importância de um ciclo ?

*Clembuterol - Éum beta-2 agonista/antagonista seletivo usado como broncodilatador. Sua função é estimular os receptores beta-2 (localizados no pulmão por exemplo) e produzir respostas adrenérgicas. Por ele ser seletivo, apresenta muito pouca ação nos receptores beta-1 (localizados no coração por exemplo) evitando efeitos cardiovasculares.Clembuterol aumenta a temperatura corporal (termogênese) através do aumento da ação das mitocôndrias, aumenta a taxa de metabolismo basal e diminui o apetite(1). Isso explica, em parte, como os beta-2 agonistas estimulam diretamente as células adiposas e aumenta a lipólise(1)(13). E, assim como todo beta-2 agonista, clembuterol diminui a sensibilidade à insulina(2), infelizmente.

*Cortisol- O cortisol é liberado pelo córtex das glândulas adrenais, sendo o principal hormônio regulador do sistema imunológico ao contrario da testosterona, insulina e hGH, que são hormônios responsáveis pelo anabolismo, o cortisol passa a ter uma função antagônica a esses hormônios, o cortisol passa a desenvolver um papel de catabolismo, o que nenhum praticante deseja certamente, esse hormônio é liberado devido algumas situações de estresse mental e principalmente físico, em outras palavras, não que ele seja um vilão da, mais o cortisol é liberado sempre alguma coisa no seu organismo esta errado, e o cortisol é o freio para isso. Ex: Se você malhar muito pode causar um overtraining, o que não é bom para o desenvolvimento muscular, a partir daí entra o cortisol, pois seu organismo já esta fadigado, outro caso são as fibras musculares, que também são responsáveis pelo sistema imunológico, se elas forem depletadas ao Maximo, seu nível de cortisol aumenta, em resposta a um certo estimulo extremo que foi levado o músculo
D

*Deca-Durabolin - Nandrolona é um esteróide anabolizante presente em pequenas quantidades no organismo humano, geralmente comercializado como Deca-Durabolin e, em menor grau, como Durabolin.
Os efeitos da nandrolona e deca durabolin no corpo incluem hipertrofia muscular, estimulação do apetite, elevação da produção de células sanguíneas vermelhas e aumento da densidade óssea.
A Deca em sua forma original é moderadamente androgênico com boas propriedades anabólica, sendo utilizado para ganho de massa muscular e pré-competição, porém, alguns atletas tendem a reter muito líquido com esta droga. A Deca é muito usada como uma droga de base para todo ciclo de esteróide (desde que fora de temporada) por evitar inflamações e dores articulares que podem ocorrer devido a realização de treinamento pesado. A diferença da Deca produzida no Brasil é que esta vem com a concentração de 25mg/ml ou 50mg/ml, enquanto no exterior existe concentração de 100mg/ml.mostrado que nandrolona é eficiente no tratamento de anemia, osteoporose e algumas formas de neoplasia incluindo câncer de mama.

*Definição muscular - Nada mais é do que deixar o contorno dos diversos grupos musculares visíveis, deixando o corpo bem marcado, trincado, sarado.

*Densidade muscular -

*DropSet
- O drop-set, ou série descendente pode ser caracterizado em três passos:
1 – realização do movimento com técnica perfeita até a falha concêntrica;
2 – redução da carga (em aproximadamente 20%), após a falha; e
3 – prosseguimento do exercício com técnica perfeita até nova falha.
Deve-se repetir o segundo e terceiro passos até se alcançar o objetivo estabelecido para o treino.

Em exercícios de intensidades altas, ocorre progressiva queda na ativação de unidades motoras até chegar-se a um ponto em que a ativação das fibras disponíveis não seria suficiente para prosseguir o movimento, levando à interrupção do exercício. As quedas na carga, durante o drop-set, têm a finalidade justamente de contornar a fadiga, adequando o esforço às possibilidades momentâneas do músculo e, com isso, mantendo um trabalho relativo intenso por mais tempo (Gentil, 2005).
Durante o drop-set, é possível manter um grande número de unidades motoras trabalhando em esforços máximos pro períodos longos, tornando-o indicado tanto para ganhos de força quanto de hipertrofia.
Neste método, utiliza-se em média 3 a 4 séries, com um mínimo de 6 repetições nas primeiras execuções e indo até a exaustão nas passagens subsequentes, dando um intervalo de 2 a 3 minutos entre as séries.

*Durateston - Durateston (4 compostos de testosterona)

Este esteróide injetável é a combinação de 4 compostos de testosterona. A idéia de misturar estes diferentes ésteres é obter uma ação imediata após a aplicação e mantê-la por um longo período. O propionato de testosterona tem uma ação imediata, mas de curto período; o fenilpropionato e o isocaproato têm um início de ação mais lento, porém de maior duração. Esta droga mostra excelentes resultados em aumento de força e ganho de peso e não parece promover retenção hídrica como a maioria dos esteróides altamente androgênicos, mas mesmo assim só é utilizada fora de temporada. Outra vantagem observada pelos usuários é que se pode utilizar esta droga por maior período de tempo pelo fato de não causar maciço fechamento dos eitos receptores como acontece com muitos esteróides. Mulheres não devem utilizá-la. Na Europa o laboratório ORGANON produz o mesmo medicamento com o nome de Sustanon. A CISA-GEIGY produz na Suíça outra droga semelhante seguindo a mesma idéia de liberação gradual com o nome de Triolandren, enquanto na Grécia é produzido o OMNADREN.
Apresentação: Ampola de 250mg/ml (30mg de propionato de testosterona, 60mg de fenilpropionato de testosterona, 60mg de isocaproato de testosterona e 100mg de caproato de testosterona). É produzido no Brasil pela ORGANON.
E

*ECA - ECA para quem não sabe ,não significa Estatuto da Criança e do Adolescente,na verdade por aqui no nosso mundo é um conjunto Efedrina/Cafeína/Aspirina a combinação mais poderosa que existe para queima de gordura nos dias de hoje.

Efedrina
Efedrina é o principal ingrediente do ECA, tanto para aumento da queima de gordura como energia. Já é bastante efetivo sozinho, mas misturado com cafeína os efeitos são ainda maiores. Também conhecida como Ma Huang(seu nome chinês), a efedrina pura é extraida das ervas de Ma Huang, mas isto não é importante. O que você quer saber é o quanto ela pode lhe ajudar. Ela é extremamente poderosa quando usada de forma correta. Ela aumenta a velocidade da queima de gordura de uma forma muito rápida e você pode ver resultados em um curto período de tempo, mas existem algumas coisas que você deveria saber sobre Efedrina antes de sair correndo atrás dela. A primeira coisa que você deve ter em mente é que com a mesma eficiência que ela queima gordura, ela pode queimar a sua massa muscular também, você terá que aumentar ainda mais a ingestão de proteína para contra-balancear esta perda.
Uma coisa que você tem que considerar quando usar o conjunto ECA, é a quantidade que você vai usar. Algumas pessoas podem ser muito sensíveis as substâncias usadas, terem alguns efeitos colaterais muito chatos como fortes dores de cabeça, suor excessivo, entre outros, nunca comece com uma dosagem elevada. A registros até de mortes relacionados ao uso abusivo de efedrina.

Cafeína
A cafeína sozinha não gera muitos efeitos, mas em conjunto com a efedrina você terá o mais poderoso e barato suplemento para queima de gordura que já existiu. A cafeína também ajuda na queima de gordura e em quantidades consideráveis é um energético poderoso.

Aspirina
A idéia de colocar aspirina na mistura também é de que em conjunto com a Efedrina e Cafeína ela pode eliminar células de gordura e potencializar a mistura. Porém ainda existem muitas dúvidas relacionada a segurança do uso da aspirina em conjunto com outras substâncias potencialmente perigosas.Porem a aspirina a aspirina tambem apresenta efeitos catabólicos.

*Ectomorfo - ECTOMORFO:

Características básicas:
- Magro, longilíneo
- Altura maior do que o peso, leves
- Baixo percentual de gordura
- Dificuldades em ganhar massa
- Aparência frágil
- Pele fina
- Postura curvada
- Peito plano
- Escápulas aladas
- Ombros estreitos e levemente caídos
- Ossos leves
- Articulações pequenas
- Braços, pernas, dedos e pescoço longos
- Cintura alta (tórax pequeno)
- Cabeça estreita
- Cabelos são finos e crescem rápido
- Metabolismo Rapido
Ectomorfos normalmente são pessoas sensíveis. Podem sentir mais frio do que o normal devido ao baixo percentual de gordura e calor em virtude da grande área corporal em relação a massa. Quando treinam pesado, atingem ótima definição muscular mas com pouca massa. Tem uma constituição física boa para esportes de resistência, demoram para cansar.

*Endomorfo - ENDOMORFO:

Características básicas:
- Alto percentual de gordura
- Peso maior do que altura, pesados
- Acumulam gordura facilmente, principalmente na região da barriga
- Corpo de aparência redonda
- Dificuldade em perder peso
- Baixa definição muscular
- Musculatura relativamente desenvolvida, escondida pela gordura
- Braços e pernas curtos
- Mãos e pés pequenos em comparação ao corpo
- Pele macia
- Cabelo fino
- Cabeça em forma esférica
- Rosto largo
- Metabolismo Lento
Endomorfos comem bastante e devem fazer bastante aeróbicos para perder peso e dieta com baixas calorias. Ficam obesos facilmente, mas isso não quer dizer que não atinjam boa hipertrofia, o que ocorre é que a musculatura fica escondida embaixo da camada adiposa.

*Especificidade - Os exercícios com pesos podem ser realizados de maneira a enfatizar mais a função contrátil ou mais a função metabólica, no sentido da produção energética. Pesos maiores, que permitem poucos movimentos consecutivos (repetições) enfatizam o mecanismo contrátil. Produzem acentuado aprimoramento da força, tanto por hipertrofia das fibras musculares, como também por aumento da capacidade de recrutamento de unidades motoras. Pesos menores, que permitem mais repetições, também produzem hipertrofia, mas enfatizam a resistência, a saturação de glicogênio, a hidratação e a vascularização dos músculos. Para a grande maioria dos objetivos do treinamento com pesos parece estar havendo um consenso de que o ideal são as repetições médias, geralmente entre seis e doze, conhecidas como "faixa de hipertrofia". Nessa faixa de repetições as funções contrátil e metabólica parecem ser igualmente estimuladas, conseguindo-se uma boa associação das adaptações morfológicas e funcionais citadas. As repetições médias também são muito eficientes para estimular a massa óssea, por serem realizadas com pesos relativamente grandes. O gasto calórico e a mobilidade articular recebem estímulos em todas as faixas de repetições. Do ponto de vista da segurança cardiovascular as repetições médias também são desejáveis, por produzirem aumento discreto da frequência cardíaca. A faixa de repetições em que devem ser realizados os exercícios precisa estar bem explicitada nas prescrições de treinamento.

*Estanozolol -Estanozolol, geralmente vendido com o nome de Winstrol (oral) e Winstrol Depot (intra-muscular), foi desenvolvido pelos Laboratórios Winthrop em 1962. É um esteróide anabolizante sintético derivado da testosterona, e foi aprovado pela FDA para uso em humanos.
Hoje em dia existem vários laboratórios a produzirem esta substância, é o caso da Zambon em Espanha e Itália, Pharmacia&Upjohn nos EUA e outras. Ao contrário da maioria dos esteróides anabólicos injetáveis, o estanozolol não é esterificado e é vendido em uma suspensão aquosa, ou em comprimidos na forma oral. A droga tem uma grande biodisponibilidade, devido a C17 α-alquilação que permite ao hormônio a sua sobrevivência ao passar pelo metabolismo do fígado quando é ingerido. É por causa deste motivo que ele também é vendido em comprimidos.
Tem sido utilizado em pacientes humanos em animais para diversas condições. Nos humanos, foi demonstrado seu sucesso no tratamento da anemia e angioedema hereditário. Veterinários podem prescrever a droga para melhorar o crescimento muscular, produção de células vermelhas do sangue, aumentar a densidade óssea e estimular o apetite de animais fracos ou debilitados.

F

*Frango’s - Ser frango ,não e questão de tamanho ,e sim, de atitudes.

*Freak - Monstro,aberração,anomalia,extravagância,fenómeno,fantasia,esquisito
,grotesco,gigante,animal, ETC.


G

*Gh - O GH é um hormônio liberado pela parte anterior da glândula hipófise estimulada por inúmeras situações (e põe inúmeras nisso, a concentração séricas deste peptídeo pode variar até 1000% em poucos minutos), alguns fatores que estimulam a liberação de GH são:Sono, Hipoglicemia, Exercício (maior em treinos intermitentes e intensos), Refeições ricas em proteínas, Estresse (dor, calor, ansiedade), Outros agentes (serotonina, estrógenos, adrenalina, dopamina, glucagon, beta-bloqueadores, L-arginina...).

Beneficios: Redução do percentual de gordura, com redução da celulite, Aumento da massa muscular,Fortalecimento dos ossos e articulações,Pele mais saudável,Melhora da performance sexual e atlética,Maior capacidade de cura de lesões,Diminuição da pressão arterial,Aumento do HDL,Combate à steoporose.

Enfim uma vida mais feliz e produtiva!

*Gorduras - A gordura é um termo genérico para uma classe de lipídios.

As gorduras ou graxas, produzidas por processos orgânicos tanto por vegetais como por animais, consistem de um grande grupo de compostos geralmente solúveis em solventes orgânicos e insolúveis em água.Essa categoria de moléculas é importante para inúmeras formas de vida, atuando tanto no papel metabólico como no papel estrutural.

As gorduras têm várias funções, como fonte e reserva de energia (um grama de qualquer gordura produz 9 kcal de energia), além de ser um importante isolante térmico (forma o tecido adiposo dos mamiferos) para os animais se protegerem contra o frio. São importantes para a síntese de outras substâncias, ou para o melhor funcionamento destas, como as vitaminas lipossolúveis, lipoproteínas, e alguns hormônios sexuais que dependem da existência de gordura para ter um funcionamento ideal.As gorduras são essenciais para a maioria dos seres heterótrofos, incluindo os seres humanos. No entanto os ácidos graxos realmente essenciais são os das famílias ómega 3 e ómega 6, já que a partir destes o ser humano consegue produzir todos os demais.
H

*Hemogenin - Oximetolona, que é a substância presente nesses comprimidos, é derivativa da Dihidrotestosterona, e é comercializada no Brasil sob o nome de Hemogenin, e nos Estados Unidos o nome é Anadrol 50, sendo um dos anabolizantes mais consumidos por lá. Os norte-americanos o adoram, e não é a toa. Uma pílula contem 50 miligramas da droga, enquanto que o Dianabol, outro dos esteróides mais procurados, apresenta somente 5 miligramas de sua droga, a Metandrostenolona. Ou seja, você precisa ingerir dez comprimidos de Dianabol para ter o efeito de um de Oximetolona, por aí podemos ter uma idéia da potência da droga.

*Hiperglicemia - Em medicina, chama-se hiperglicemia ou hiperglicémia ao excesso de glicose no sangue.A hiperglicemia caracteriza-se pelo elevado nível de glicose no sangue. A Sociedade Brasileira de Diabetes (SBD) considera que valores acima de 126 mg/dl em jejum caracterizam indícios de diabetes. Valores acima de 200 mg/dl, em qualquer ocasião, confirmam o diagnóstico. Outras fontes consideram que valores acima de 160 mg/dl já caracterizam a hiperglicemia.

Causas:
Nos portadores de diabetes ela acontece, de forma geral, pela insuficiência do tratamento medicamentoso para a alimentação e atividades diárias do paciente.
Outras causas podem ser:

* Diabetes mellitus primária ou secundária a outras patologias, como por exemplo, gripes ou infecções em geral;
* Abusos alimentares;
* Carência de exercícios físicos;
* Síndrome metabólica.

Sintomas:
* Sede
* Poliúria (excesso de urina)
* Fome excessiva, acompanhada de emagrecimento
* Cansaço
* Pele seca
* Dor de cabeça, podendo evoluir para náuseas e vômitos
* Sonolência
* Dificuldades para respirar e
* Hálito cetônico (adocicado).

*Hipertrofia
- O termo hipertrofia é usado quando se quer mencionar o crescimento da fibra muscular, células.É basicamente uma resposta do organismo com fins de adaptação mediante à um exercício físico. A hipertrofia dos músculos, geralmente resultado de exercícios anaeróbicos acompanhados de dieta apropriada, é chamada Hipertrofia muscular.

*Hipoglicemia - Em medicina, chama-se hipoglicemiaPB ou hipoglicémiaPE ao baixo nível de glicose no sangue.
Os sintomas hipoglicêmicos podem ser divididos naqueles produzidos pelos hormônios contra-regulatórios (adrenalina e glucagon), acionados pelo declínio da glicose, e naqueles produzidos pela redução de açúcar no cérebro.

Manifestações adrenérgicas (adrenalina)

* Tremores, ansiedade, nervosismo
* Palpitações, taquicardia
* Sudorese, calor
* Palidez, frio, languidez
* Pupilas dilatadas

Manifestações do glucagon

* Fome, borborigma ("ronco" na barriga)
* Náusea, vômito, desconforto abdominal

Manifestações neuroglicopênicas (pouco açúcar no cérebro)

* Atividade mental anormal, prejuízo do julgamento
* Indisposição não específica, ansiedade, alteração no humor, depressão, choro, medo de morrer
* Negativismo, irritabilidade, agressividade, fúria
* Mudança na personalidade, labilidade emocional
* Cansaço, fraqueza, apatia, letargia, sono, sonho diurno
* Confusão, amnésia, tontura, delírio
* Olhar fixo, visão embaçada, visão dupla
* Atos automáticos
* Dificuldade de fala, engolir as palavras
* Ataxia, descoordenação, às vezes confundido com embriaguez
* Déficit motor, parálise, hemiparesia
* Parestesia, dor de cabeça
* Estupor, coma, respiração difícil
* Convulsão focal ou generalizada

Nem todas as manifestações anteriores ocorrem em casos de hipoglicemia. Não há ordem certa no aparecimento dos sintomas. Manifestações específicas variam de acordo com a idade e com a severidade da hipoglicemia. Em crianças jovens com hipoglicemia matinal, há vômito freqüentemente acompanhado de cetose. Em crianças maiores e em adultos, a hipoglicemia moderadamente severa pode parecer mania, distúrbio mental, intoxicação por drogas ou embriaguez. Nos idosos, a hipoglicemia pode produzir efeitos parecidos com uma isquemia focal ou mal-estar sem explicação.
Em recém-nascidos, a hipoglicemia pode produzir irritabilidade, agitação, ataque mioclônico, cianose, dificuldade respiratória, episódios de apnéia, sudorese, hipotermia, sonolência, hipotonia, recusa a se alimentar e convulsões. Também pode parecer asfixia, hipocalcemia, sepse ou falha cardíaca.Em ambos, pacientes de longa data ou não, o cérebro pode se habituar a níveis baixos de glicose, com redução dos sintomas perceptíveis em momentos de neuroglicopenia. Diabéticos insulinodependentes chamam a neuroglicopenia incondicionalmente de hipoglicemia, e que é um problema clínico importante quando tenta-se melhorar o controle glicêmico desses pacientes. Outro aspecto desse fenômeno ocorre em glicogenose tipo I, onde a hipoglicemia crônica antes do diagnóstico pode ser mais bem tolerada do que episódios agudos após o início do tratamento.Quase sempre a hipoglicemia severa a ponto de ocasionar convulsões ou inconsciência pode ser revertida sem danos ao cérebro. Os casos de morte ou dano neurológico permanente que ocorreram com um único episódio envolvem ocorrências conjuntas de inconsciência não tratada ou prolongada, ou interferência na respiração, ou doenças concorrentes severas ou outros tipos de vulnerabilidade. De qualquer maneira, hipoglicemias severas podem eventualmente resultar em morte ou dano cerebral.

Causas da hipoglicemia

* Consumo de álcool: é a causa mais freqüente
* Jejum: alimentação insuficiente ou que não fornece açúcares e carboidratos em quantidade suficiente; pode se tratar de um problema pontual, mas também nutricional (dieta muito rígida, diagnóstico de anorexia, desnutrição de causas variadas, etc.)
* Esforço físico: o funcionamento dos músculos pode ter consumido a glicose disponível no sangue e o corpo pode não ter tido tempo de liberar suas reservas; é sempre temporário nos indivíduos sadios
* Consumo de medicamento: certos medicamentos podem produzir hipoglicemia; é notavelmente o caso dos medicamentos antidiabéticos, como a insulina e os antidiabéticos orais. Outros medicamentos também podem ser a causa: aspirina, anti-inflamatórios não-esteróides, beta-bloqueadores não-cardiosseletivos, quinidina

Mais raramente, a hipoglicemia pode revelar:

* uma patologia endócrina: hipersecreção de insulina, no caso por exemplo de um insulinoma, tumor secretante do IGF-1;
* antecedentes de gastrectomia (ablação do estômago), patologia mais freqüente após o câncer gástrico.

*Hormônios - Hormona (português europeu) ou hormônio (português brasileiro) é uma substância química específica fabricada pelo sistema endócrino ou por neurônios altamente especializados. Esta substância é segregada em quantidades muito pequenas na corrente sanguínea ou em outros fluídos corporais. Assim sendo, podem ser produzidas por um órgão ou em determinadas células do mesmo. É libertada e transportada directamente pelo sangue ou por outros fluidos corporais. A sua função é exercer uma acção reguladora (indutora ou inibidora) em outros órgãos ou regiões do corpo. Em geral trabalham devagar e agem por muito tempo, regulando o crescimento, o desenvolvimento, a reprodução e as funções de muitos tecidos, bem como os processos metabólicos do organismo.

I

*Índice Glicêmico - O índice glicêmico, ou glicemia, (IG) é um fator que diferencia os carboidratos, e está relacionado com o nível de açúcar no sangue.
Sempre que ingerimos carboidratos, estes entram na corrente sanguínea com diferentes velocidades. Com base nesse fato, é possível classificá-los: quanto mais rápido o seu ingresso, maior será a libertação de insulina pelo pâncreas, pois o corpo tenta equilibrar os níveis de açúcar.
A escala, indicada em percentagens, baseia-se na ingestão do pão branco como comida padrão, assumindo-se IG igual a 100. Há também quem tome a glicose como valor de referência (100) por ser a substância com IG mais elevado.
Alimentos que afetam pouco a resposta de insulina no sangue são considerados de baixo valor glicémico, e os que afetam muito, de alto valor glicémico.
A insulina é um hormônio que tem o poder de transportar o açúcar para dentro das células dos músculos, onde, no fígado, se deposita na forma de glicogénio; estes depósitos, entretanto, têm uma capacidade limitada, o que faz com que todo o excesso de glicose no sangue seja convertido em ácidos gordurosos e triglicerídios, que serão armazenados sob a forma de gordura. Caso o indivíduo continue ingerindo alimentos de alto IG, o seu organismo começa a adquirir resistência à insulina, uma vez que o seu corpo começa a produzir uma quantidade maior de insulina.
O IG é também usado por pessoas com diabetes, pois com ele, essas pessoas podem "controlar" a liberação da insulina no corpo.

*Insulina - Insulina é o hormônio responsável pela redução da glicemia (taxa de glicose no sangue), ao promover o ingresso de glicose nas células. Ela também é essencial no consumo de carboidratos, na síntese de proteínas e no armazenamento de lipídios (gorduras).

As ações da insulina no metabolismo humano como um todo incluem:
* Controle da quantidade de certas substâncias que entra nas células, principalmente glicose nos tecidos muscular e adiposo (que são aproximadamente 2/3 das células do organismo);
* Aumento da replicação de DNA e de síntese de proteínas via o controle de fornecimento de aminoácidos;
* Modificação da atividade de inúmeras enzimas (controle alostérico)

As ações nas células incluem:

* Aumento da síntese de glicogênio: a insulina induz à armazenagem de glicose nas células do fígado (e dos músculos) na forma de glicogênio; a diminuição dos níveis de insulina ocasiona a conversão do glicogênio de volta a glicose pelas células do fígado e a excreção da substância no sangue. É a ação clínica da insulina que reduz os níveis altos de glicemia diagnosticados na diabetes.
* Aumento da síntese de ácidos graxos: a insulina induz à transformação de glicose em triglicerídeos pela células adiposas; a falta de insulina reverte o processo.
* Aumento da esterificação de ácidos graxos: estimula o tecido adiposo a compor triglicerídeos a partir de ésteres de ácidos graxos; a falta de insulina reverte o processo.
* Redução da proteinólise: estimula a diminuição da degradação protéica; a falta de insulina aumenta a proteinólise.
* Redução da lipólise: estimula a diminuição da conversão de suprimento de lipídeos contido nas células adiposas em ácidos graxos sangüíneos; a falta de insulina reverte o processo.
* Redução da gliconeogênese: reduz a produção de glicose em vários substratos do fígado; a falta de insulina induz à produção de glicose no fígado e em outros locais do corpo.
* Aumento do consumo de aminoácidos: induz células a absorver aminoácidos circulantes; a falta de insulina inibe a absorção;
* Aumento do consumo de potássio: induz células a absorver potássio plasmático; a falta de insulina inibe a absorção;
* Tônus dos músculos arteriais: induz a musculatura das paredes arteriais ao relaxamento, o que aumenta o fluxo sangüíneo especialmente em microartérias; a falta de insulina reduz o fluxo por permitir a contração desses músculos.A insulina apesar de ser um redutor existe dois tipos de liberação a liberação aguda e a liberação sob secreção.


*Intensidade - A intensidade nos exercícios com pesos se refere ao grau de esforço que a pessoa emprega na sua execução. Esforços máximos levam sempre à chamada contração muscular máxima, que ocorre em isometria e apnéia, e que pode ocorrer em qualquer faixa de repetições. Quando não se realiza a contração muscular máxima, a intensidade do treinamento é dita sub-máxima. A contração muscular máxima produz aumento transitório porém acentuado da pressão arterial, pelo que deve ser evitada por não atletas. Este aumento de pressão arterial é maior com pesos mais leves, que permitem várias repetições antes da contração muscular máxima. Repetições médias com cargas sub-máximas associam eficiência e segurança mesmo para grupos especiais. A expressão "cargas sub-máximas" não significa pesos leves, mas apenas que os movimentos serão interrompidos uma ou duas repetições antes da ocorrência de isometria e apnéia. Pesos leves não induzem as adaptações esperadas do treinamento com pesos. Na prescrição do treinamento, além da citação da faixa de repetições, deve ser explicitado se as cargas serão máximas ou sub-máximas. A citação "treinamento sub-máximo" significa que além das cargas não-máximas, os intervalos de descanso serão prolongados o suficiente para que ocorra diminuição acentuada da frequência cardíaca, uma nescessidade para grupos especiais. A forma clássica de expressar a intensidade do treinamento com pesos por meio de porcentuais de carga máxima não é adequada por não especificar o grau de esforço, e também porque pode levar profissionais à condutas indesejáveis como a realização dos testes de carga máxima. Tais testes introduzem um importante fator de lesão no treinamento com pesos, principalmente para iniciantes e grupos especiais. A determinação das cargas de treinamento normalmente é feita por experimentação, até que se consiga um peso que induza o grau de esforço que se deseja para as repetições planejadas.
J

*Jejum - Jejum é uma palavra usada de formas variadas quando alguém opta por diminuir sua dieta alimentícia o mais próximo do zero, idealmente atingindo o zero, por um período de tempo, geralmente pré-determinado. Existem diversos motivos que levam uma pessoa a fazer jejum, como a greve de fome política, jogos de desafio, vaidade para com o corpo. Os principais motivos, contudo, são religiosos ou medicinais.
L

*Low carb -É uma dieta usado em cutting significa baixo carboidrato.


M

*Mesomorfo - MESOMORFO:

Características básicas:
- Corpo atlético, forma retangular
- Peso e altura equivalentes
- Boa relação massa/altura
- Boa massa muscular
- Boa postura
- Ganham músculos facilmente
- Pele espessa
- Acumulam mais gordura do que ectomorfos
- Ombros largos
- Cumprimento médio de braços e pernas
- Boa estrutura óssea
- Cintura baixa (tórax grande)
- Ossos e músculos da face proeminentes
- Cabeça em forma cúbica
- Cabelos grossos
Mesomorfos tendem a ter ótimos ganhos. Possuem boa definição muscular por natureza e atingem altos níveis de hipertrofia e explosão muscular. É, sem dúvida, o melhor biotipo para marombeiros.

*Metabolismo - É o conjunto de transformações que as substâncias químicas sofrem no interior dos organismos vivos. O termo "metabolismo celular" é usado em referência ao conjunto de todas as reacções químicas que ocorrem nas células. Estas reacções são responsáveis pelos processos de síntese e degradação dos nutrientes na célula e constituem a base da vida, permitindo o crescimento e reprodução das células, mantendo as suas estruturas e adequando respostas aos seus ambientes.
O metabolismo é normalmente dividido em dois grupos: anabolismo e catabolismo. Reacções anabólicas, ou reacções de síntese, são reacções químicas que produzem nova matéria orgânica nos seres vivos. Sintetizam-se novos compostos (moléculas mais complexas) a partir de moléculas simples (com consumo de ATP). Reacções catabólicas, ou reacções de decomposição/degradação, são reacções químicas que produzem grandes quantidades de energia livre (sob a forma de ATP) a partir da decomposição ou degradação de moléculas mais complexas (matéria orgânica). Quando o catabolismo supera em atividade o anabolismo, o organismo perde peso, o que acontece em períodos de jejum ou doença; mas se o anabolismo superar o catabolismo, o organismo cresce ou ganha peso. Se ambos os processos estão em equilíbrio, o organismo encontra-se em equilíbrio dinâmico ou homeostase.

O metabolismo é fundamentalmente estudado pela Bioquímica, usando muitas vezes também técnicas ligadas à Biologia Molecular e à Genética.

*Método Bi-Set
- Consiste na realização de dois exercícios consecutivos, sem descanso, para o mesmo grupo muscular. O objetivo deste método é gerar um aumento da congestão sangüínea (aumento do fluxo sangüineo) na musculatura, fenômeno relacionado ao aumento da massa muscular.
Podemos justificar o uso deste método por meio dos conceitos vistos no drop-set e na pré-exaustão, acrescentando a variação intencional no padrão motor. Ao final do primeiro exercício, um determinado número de unidades motoras não poderia mais ser recrutado, impedindo a execução do movimento, porém a mudança para um exercício com padrões motores diferentes (e cargas adequadas à nova condição) permitiria o prosseguimento do estímulo, aumentando o temo sob tensão e prolongando o estresse metabólico
O maior tempo sob tensão seria interessante para aproveitar estímulos tensionais; já a contração prolongada poderá causar, além do acúmulo de metabólitos, aumento posterior na circulação, com maior disponibilidade de nutrientes.
Neste método, utiliza-se de 3 a 4 séries, com 10 a 20 repetições, dando um intervalo mínimo entre os grupos, ou seja um exercício e o outro, e de 1 a 2 minutos entre as séries consecutivas.

*Método da Exaustão - Este método consiste em realizar as repetições até a exaustão. As repetições serão finalizadas quando a fase concêntrica do movimento não for completada (falha concêntrica momentânea), portanto, quando o padrão do movimento estiver comprometido.
Neste método, utiliza-se em média 3 a 4 séries, com a máximo de repetições, dando um intervalo de 30 segundos para resistência muscular, até 1 minuto e 30 segundos para hipertrofia, e maior que 3 minutos para força máxima.

*Método da Pré-Exaustão - Consiste em realizar um exercício de isolamento (uniarticular) seguido de um exercício composto, ambos envolvendo um grupo muscular em comum. Apesar de não possuir um embasamento científico definido, este método é comumente usado com a finalidade de enfatizar a musculatura trabalhada de forma isolada no primeiro exercício.Segundo Fleck e Kraemer (1999), citados por Gentil (2005), na execução de exercícios para grupamentos musculares menores, antecedendo movimentos biarticulares, causariam sua menor ativação, devido à fadiga, impondo maior tensão aos demais músculos, ou seja a utilização prévia de um exercício de isolamento antes de um exercício composto fará com que haja menor ativação da musculatura trabalhada no primeiro momento, aumentando a atividade relativa dos músculos acessórios.
O objetivo deste método é levar a musculatura a exaustão (fadiga), através da utilização de alavancas que favoreçam uma maior solicitação da musculatura principal. Alguns estudos sugeriram que unidades motoras adicionais seriam recrutadas para compensar a perda de funcionalidade de outras. Além das unidades motoras de um mesmo músculo, devemos levar em consideração a atividade de outros grupamentos musculares. Em movimentos complexos, a menor ativação de unidades motoras em um músculo é contornada por alterações do padrão motor, com maior ativação dos demais músculos envolvidos no movimento, inclusive recrutando, primariamente, músculos que outrora eram meros coadjuvantes.Tecnicamente, o uso da pré-exaustão, na verdade, estaria mais próximo ao uso do bi-set, produzindo as mesmas alterações fisiológicas.
Neste método, utiliza-se de 2 a 4 séries, com 6 a 20 repetições, dando um intervalo de 1 a 2 minutos entre as séries.
Deve-se levar em consideração uma limitação para este método, onde só há viabilidade a sua utilização nos horários de pouca movimentação na sala de musculação, e preferencialmente em aparelhos próximos uns dos outros.

*Método Isocinético - No método de trabalho isocinético utiliza-se em geral séries de 6 a 20 repetições para cada grupo muscular, realizando esforços musculares máximos em cada ângulo de movimento para que possamos obter vantagens, aproveitando o que de melhor há de nesse método de treinamento, que é o de fornecer resistência proporcional à força aplicada em cada ângulo do movimento, fato que não ocorre nos métodos isotônicos e isométricos.
É importante enfatizar que o treinamento de força pelo método isocinético tem por finalidade melhorar a força de maneira geral e a resistência de força. Sua utilização no campo de treinamento desportivo fica limitada aos desportos que possuem movimentos do tipo isocinético, como, por exemplo, a natação.

*Método IsométricoNo desenvolvimento do método isométrico, ou estático, utilizaremos tensões máximas ou submáximas com durações de 5 a 10 segundos. Desenvolvendo de 3 a 10 tensões musculares para diferentes ângulos do movimento com intervalos de 1 a 3 minutos entre cada tensão.
Atualmente o método isométrico é utilizado para o desenvolvimento da força em determinado ângulo articular e nas suas imediações; e para sanar deficiências em algum ponto do movimento de determinada articulação.
As principais desvantagens do método isométrico são:
- como no método isotônico, só se desenvolve tensão máxima nos determinados ângulos de trabalho;
- não desenvolve de forma eficiente a força muscular dinâmica.

*Método isotônico - Para o desenvolvimento da força através do método isotônico utiliza-se de 90 a 100 por cento da força máxima do grupo muscular a ser desenvolvido, utilizando-se de 4 a 6 grupos, tendo cada um deles de 1 a 4 repetições, dependendo do percentual de peso utilizado para o desenvolvimento de força pura. No treinamento de força pura, é necessário que a musculatura esteja bem recuperada para que o trabalho se realize em níveis ótimos.
No trabalho de hipertrofia muscular devem ser utilizados 3 a 6 séries com 5 a 15 repetições. O descanso entre a realização das séries será de 30 segundos a 5 minutos, variando em função do esforço desenvolvido. Os efeitos produzidos por este treinamento se apresentam com o aumento da seção transversa do músculo com também o aumento da força muscular dinâmica, sendo esse um dos melhores métodos para esse desenvolvimento.
A principal desvantagem do método isotônico é que se for empregada tensão isotônica em todo o percurso do movimento, somente em um ponto se atingirá a tensão máxima.

*Método Pliométrico -Consiste na realização de exercícios em que a musculatura é alongada rapidamente, produzindo através do “reflexo miotático” ou “reflexo de estiramento” um trabalho concêntrico maior. No exercício pliométrico (como em muitas outras situações nos desportos), a sobrecarga é aplicada ao músculo esquelético de forma a distender rapidamente o músculo (fase excêntrica ou de estiramento) imediatamente antes da fase concêntrica ou de encurtamento da contração. Essa fase de alongamento rápido no ciclo de estiramento-encurtamento facilita a seguir provavelmente um movimento mais poderoso considerado como capaz de aprimorar os benefícios de velocidade-potência dessa forma de treinamento (McArdle et al.,1998).
O método pliométrico é um método onde a potência muscular é a valência física mais objetivada.
Esse trabalho, específico para membros inferiores, é realizado com exercícios de salto vertical, saltos múltiplos, saltos repetitivos no mesmo lugar, saltos em profundidade ou descida a partir de uma altura de aproximadamente 1 metro, saltos com uma única perna ou com ambas as pernas e várias outras modificações.
O trabalho no método pliométrico deve ser feito através de exercícios que representam com uma maior fidelidade o biomecânica do gesto desportivo que o atleta pratica, com a realização de 4 a 8 grupos de 8 a 10 repetições para cada exercício (Rodrigues e Carnaval, 1985).

*Método SuperLento ou Super Slow - Este método consiste em realizar repetições de forma extremamente lenta, levando de 15 a 60 segundos para completar um ciclo de movimento. A proposição original de Ken Hutchins, conhecida com superslow, é a realização de repetições com cadências de 5 segundos para fase excêntrica e 10 segundos para fase concêntrica (Gentil, 2005).
Para aproveitar adequadamente este método é importante não utilizar cargas deliberadamente baixas, pois a dor pode mascarar a intensidade real do exercício, desencorajando o executante a utilizar cargas maiores, apesar de seus músculos as suportarem. Isto garante um trabalho mais completo em nível de unidades motoras, pois o movimento lento, submáximo e como cargas reduzidas, ativaria principalmente as unidades motoras pequenas, com baixo limiar de excitabilidade.
A combinação de cargas baixas e velocidade lenta, faz com que o método superlento promova baixo ganho de força, mas parece ser bom para desenvolvimento de hipertrofia e resistência muscular.
Ao usar o método superlento, deve-se manter a técnica correta durante todo o movimento e enfatizar os pontos de quebra (desvantagem mecânica), senão os estímulos serão subaproveitados. Nesse caso, para se aproveitar melhor o método, é interessante enfatizar os ângulos próximos de 90º (cerca de 80 a 100º).
Uma vantagem pratica deste método é o uso de cargas moderadas que são relativamente baixas (em relação aos outros métodos), podendo ser prescritos em períodos onde não se desejam sobrecarregar demasiadamente as estruturas conectivas. Além disso, é um bom método para trabalhar a consciência motora na execução dos movimentos.

*Método Tri-Set -Consiste na realização de 3 exercícios consecutivos, sem intervalos entre eles, para o mesmo grupo muscular. Sua base é similar à do bi-set, com um estímulo ainda mais prolongado.
Os exercícios podem ser agrupados para estimular um único grupo com o objetivo de atingir porções distintas da mesma musculatura, procurando sempre isolar as porções do grupo muscular trabalhado, pode também ser usado para grupos musculares antagonistas ou diferentes. É um método muito usado para grupos musculares que possuem 2 ou 3 porções.
O objetivo do método é gerar congestão sangüínea (aumento do fluxo sangüineo na região) e desenvolvimento das varias porções do grupo muscular. A ausência de intervalo entre as séries pode favorecer uma pequena melhora na aptidão cardiorespiratória.
Neste método, utiliza-se de 3 a 4 séries, com 10 a 20 repetições, dando um intervalo mínimo entre os grupos, ou seja um exercício e o outro, e de 1 a 2 minutos entre as séries consecutivas, após três exercícios sem pausa.Deve-se levar em consideração uma limitação para este método, onde só há viabilidade a sua utilização nos horários de pouca movimentação na sala de musculação.

*Mr. Olympia - Mr. Olympia é um competição internacional de fisiculturismo criada por Joe Weider. Sua primeira edição remonta a 18 de setembro de 1965 em Nova Iorque.
Os recordistas de vitórias são Lee Haney (1984-1991) e Ronnie Coleman (1998-2005).

N

*NO PAIN NO GAIN - Uma frase muito usado por nós que treinamos pesado

Sem dor sem ganhos
Sem esforço sem glória

algo assim.

O

*Ombros - Articulação complexa entre o braço (ou membro superior) e a cintura escapular, ou seja, a estrutura do tórax dos vertebrados constituída pela clavícula e pela escápula.
No entanto, o ombro é formado por quatro articulações separadas e por um complexo de músculos; as articulações são:
a articulação glenoumeral, que consiste no encaixe da “cabeça” do úmero na cavidade glenóide da omoplata;
a articulação acromioclavicular, que liga a clavícula à apófise acromial da escápula;
a articulação esternoclavicular, entre a clavícula e o esterno; e
as ligações da escápula com os músculos da coluna torácica e cervical


*Overreaching - Muitos técnicos e preparadores físicos induzem ou overreaching propositalmente, mesmo que aja a diminuição da performance, pois após um período adequado de descanso ou diminuição da sobrecarga do treinamento, pode vir acompanhada da melhora do rendimento esportivo.
A técnica do overreaching pode ser arriscada, por isso é muito importante entender o treinamento para que se possa haver uma supercompensação (melhora do rendimento, acima dos níveis anteriores) e o sucesso do atleta. Geralmente, essa técnica é usada para atletas de elite que precisam superar barreiras cada vez mais difíceis, em que as melhoras na performance são extremamente sutis. Com o uso de uma programação usando o overreaching, pode-se obter uma melhora significativa quando fala mos de treinamento de alto nível. Esse valor pode ser tão relevante que, no final da competição, chega a significar a diferença entre o primeiro e o centésimo lugar.
Para indivíduos que buscam saúde e melhora do condicionamento físico, essa manobra é desnecessária, pois essas pessoas não precisam superar recordes mundiais. Portanto, o uso desse tipo de técnica deve ser muito bem analisado (KREIDER, 1998).
Essa manobra proposital da planificação do treinamento é realizada com a diminuição da performance no início e esperando-se uma fase de super compensação, com o aumento ideal do rendimento.
Para trabalho de força e potência, o overreaching deve ser de poucas semanas, com o aumento do volume e intensidade do treinamento, resultando em aumento da sobrecarga total (séries/ repetições/ peso). O overreaching pode produzir alguns dos sintomas incluindo a diminuição do desempenho. Essa resposta não é tão severa que uma recuperação não possa vir em poucos dias ou semanas.
É necessário voltar ao treinamento normal ou reduzi-lo ainda mais, durante 2 a 5 semanas após o período de overreaching, para que ocorra o aumento do rendimento esportivo adequado (KREIDER, 1998).

*Over Training – Geralmente é causada pelo excesso de atividade física sem o devido tempo de recuperação.Causando dentre vários efeitos,o catabolismo.Outros fatores que interferem no OT é a má alimentação e falta de descanso.

P

*Pegada Supinada - A supinação é o movimento de rotação do antebraço pelo qual a palma da mão torna-se superior ou anterior. Também dá-se o nome de supinação ao movimento triplanar do pé, que pode ser observado através da inversão do calcâneo. O seu oposto é a pronação.
Esse movimento consiste em rotacionar o antebraço e a mão que gira o rádio lateralmente em torno do seu eixo, eixo este longitudinal, de forma com que o dorso da mão volte-se posteriormente e sua palma, anteriormente. Se a articulação do cotovelo estiver fletida em supinação, a palma fica voltada superiormente.

*Pegada Pronada - Pronação é a terminologia utilizada para descrever um movimento que pode ocorrer tanto no antebraço como no pé.
No antebraço o movimento de pronação é o movimento que ocorre no plano transverso, entre o rádio e a ulna. O movimento de pronação tem como resultado pôr o dorso da mão para 'cima' (anterior) e o polegar apontado medialmente. Na posição anatômica o antebraço encontra-se em sua posição oposta,denominada supinado, onde o polegar encontra-se voltado lateralmente e a palma da mão anteriormente.
No pé a pronação é um pouco mais complexa, pois apresenta um eixo de movimento inclinado. A pronação do pé acontece principalmente na articulação subtalar e tem como resultado a eversão do calcâneo associada a uma rotação interna do tálus. O movimento de pronação da articulação subtalar (pronação do pé) durante a marcha fisiológica, contribui para absorver o impacto que ocorre após o contato de calcanhar. O movimento de supinação do pé tem a direção oposta e durante a marcha é importante para "travar" os ossos da articulação do pé e promover uma alavanca rígida para a impulsão.

*Proteínas - As Proteínas são compostos orgânicos de estrutura complexa, são formadas por no mínimo 20 aminoácidos. Desempenha diversas funções no organismo, sendo: estrutural (essa e a nossa favorita), hormonal, enzimática, imunológico, nutritivo e transporte citoplasmático.

R

*Repetições Forçadas -Durante as repetições forçadas, executa-se normalmente o movimento até a impossibilidade de mover a carga. Quando for detectada a falha na fase concêntrica, o ajudante (ou o próprio executante, quando possível) deve utilizar a quantidade de força necessária para que o movimento concêntrico prossiga em sua cadência natural. O movimento “forçado” deverá prosseguir até que es atinja a o objetivo desejado (tempo sob tensão, número de repetições, etc.) ou que haja necessidade de excessiva aplicação de força auxiliar.
A ajuda só deve ocorrer nos momentos e ângulos em que a falha for detectada e somente com a força necessária para fazer o movimento prosseguir. Do contrário, o método não intensificará o exercício e sim o tornará mais fácil.
Durante o movimento excêntrico, há facilidade de suportar cargas elevadas, mesmo com um menor número de unidades motoras sendo ativadas. Ao utilizar auxílio na fase concêntrica, pode-se progredir no exercício ainda que não haja mais possibilidade de se “levantar” a carga, o que trará uma maior tensão e maiores estímulos ao músculo.
O uso de repetições excêntricas oferece maior tensão, no entanto produz alterações em outros fatores fisiológicos, como o acúmulo de metabólitos e níveis de lactato. Desta forma, é interessante usar cargas altas e intervalos mais longos durante o método de repetições forçadas, para melhor aproveitar o componente tensional, tendo em vista sua baixa alteração em parâmetros metabólicos.
Segundo Gentil (2005), citando Folland et al., 2001, o método de repetições forçadas não é recomendado para alunos iniciantes e intermediários, tendo em vista que um treino intenso com repetições excêntricas realizadas pode levar a prejuízos nos ganhos de força por até 5 semanas.
Na aplicação do método das repetições forçadas, devem-se observar alguns pontos:
- Devido a sua alta intensidade, potencial de overtraining e lesões em ligamentos e tendões, não é recomendado seu uso por períodos muito longos de tempo (tempo recomendado: entre 4 e 6 semanas);
- É importante adequar o volume de treino, evitando usar o método em um grande número de séries. Realizar repetições roubadas em 1 a 3 séries por treino parece ser eficiente e seguro, lembrando que a máxima “quanto mais, melhor” não se aplica aqui;
- Os intervalos de descanso devem ser ajustados para manter a qualidade do treino, mantendo uma média de 2 a 4 minutos entre as séries;
- só deve ser usado em alunos avançados.
O objetivo deste método é o aumento da carga na fase excêntrica, que permite a desintegração das pontes cruzadas de actomiosina (componentes internos que formam as fibras musculares, e geram a ação da contração muscular), o que promove uma grande fricção interna.

Através de repetições negativas há também uma maior retenção sangüínea fora do músculo e quando a musculatura relaxa há um aumento da perfusão sangüínea (entrada lenta e contínua de líquidos nos vasos sangüíneos), o que favorece a hipertrofia.

*Retenção Hídrica - A retenção hídrica é um acúmulo anormal de líquidos entre as células que, normalmente, é eliminado pela urina.
Mas, também podemos dar uma ajudinha ao organismo, pode ser decorrente de inúmeros fatores. Os mais comuns são os hormonais, emocionais - como o estresse -, ou por ingestão de alimentos ricos em sódio, muito temperados e embutidos.
Todo sal é composto por sódio. Essa substância puxa muito líquido para si com o intuito de diluir o soluto (o sal dissolvido em água) que está no sangue. Com o açúcar é a mesma coisa. Glicose, em excesso no sangue, também pode reter líquido.
O principal sintoma é o inchaço nas extremidades (mãos e pés), barriga e, eventualmente, no rosto. Mau humor, baixa disposição física e dores nas pernas também são conseqüências da retenção hídrica.
Ao contrário do que se pode, reter líquidos não é sinônimo de engordar, na retenção não há aumento de tecido adiposo; a elevação do peso, nesses casos deve-se, exclusivamente, à maior quantidade de líquidos presente no corpo.

*Roubar no treino - "Roubar" se refere a ajudar a execução do exercício, nas últimas repetições da série de volume, com o corpo ou com outros grupos musculares. É uma maneira do atleta forçar mais o exercício, porém, só deve ser usado por atletas avançados na prática do halterofilismo, pois tem um risco de lesão. Melhor que "roubar" é ter um parceiro que o ajude a forçar os exercícios. O difícil é te-lo disponível para todas as séries. Um exercício que você deve pedir ajuda, pelo menos nas séries que você quiser forçar mais, é o supino. Neste tipo de exercício e quando quiser forçá-lo, jamais o faça sem ajuda.

S

*Simetria
- Um corpo simétrico é um corpo que possui a parte superior e a inferior com compatibilidade e harmonia entre elas, e o lado direito e esquerdo idênticos em tamanho e forma.

*Super Serie - Consiste na realização consecutiva de vários exercícios para o mesmo grupo muscular.

- Para o mesmo grupo muscular – (hipertrofia)
Consiste na realização de mais de 4 exercícios sem intervalo, ou seja, executar os exercícios de forma seguida, um atrás do outro, até completar o total superior a quatro exercícios sem pausa. Após a execução do último exercício, há uma pausa, para então realizar a segunda passagem e depois a terceira.
Neste método, utiliza-se em média 3 séries, com 10 repetições, dando um intervalo de até 2 minutos após os quatro exercícios diretos.

*Synthol O Synthol é composto basicamente de triglicérides de cadeia média, álcool benzóico e lidocaína. Novamente a adição de um anestésico (lidocaína) surge para minimizar a dor decorrente da injeção. O músculo é composto por um conjunto de fibras envoltas, em diversos níveis, por tecidos conjuntivos, não havendo praticamente nenhum espaço livre entre as estruturas. Assim, a introdução de uma grande quantidade de óleo causa a distensão e rompimento de diversos tecidos, vasos e nervos, daí a necessidade de se acrescentar lidocaína.
Conta-se que o Synthol foi criado por um alemão chamado Chris Clark, que desejava obter efeitos mais prolongados que os obtidos pela Esiclene. Para burlar os aspectos legais da venda de um produto tão ignóbil, seus palhaçoes o anunciam como óleo de pose, daí seu nome comercial de "Pump N Pose".No entanto é muito ingênuo acreditar que se paga 400 dólares em um frasco de 100ml de óleo de pose e mais ingênuo ainda acreditar que um óleo de pose teria lidocaína em sua fórmula.
Efeito colaterais:morte, embolia, infartos, amputações, paralisias e necroses.

T

*Termogênicos - Ação termogênica significa transformar em energia as calorias provenientes da gordura corporal e da alimentação.
Metabolismo é a quantidade de energia (calorias) que o seu corpo queima para se manter ativo. A velocidade que o seu corpo queima calorias é chamada de "taxa metabólica".A taxa metabólica de cada um é determinada em grande parte por características genéticas. Algumas pessoas tem um metabolismo lento, e com isso tem dificuldade de emagrecer e de se manterem magras. Um metabolismo lento na verdade leva ao acúmulo de gordura. Outras tem um metabolismo médio e algumas poucas privilegiadas tem um metabolismo rápido. Mas em qualquer caso é possível aumentar a sua taxa metabólica.Os termogênicos visam através da ação termogênica manter seu metabolismo acelerado para que você tenha uma maior queima calórica ao longo do dia. Eles são muito indicados para serem utilizados em conjunto com atividades aeróbias.Alguns produtos são mais completos contendo um conjunto de ingredientes termogênicos. Outros são mais específicos, focados em ingredientes termogênicos conhecidos como o guaraná e cafeína.

*Testosterona - Testosterona é um hormônio esteróide produzido, tanto nos Homens quanto nas Mulheres.Nos homens pelos testículos (os quais também produzem espermatozóides e uma série de outros hormônios que controlam o desenvolvimento normal e funcionamento), nos indivíduos do sexo feminino, pelos ovários, e, em pequena quantidade em ambos, também pelas glândulas supra-renais.A testosterona é responsável pelo desenvolvimento e manutenção das características masculinas normais, sendo também importante para a função sexual normal e o desempenho sexual. Apesar de ser encontrada em ambos os sexos, em média, o organismo de um adulto do sexo masculino produz cerca de vinte a trinta vezes mais a quantidade de testosterona que o organismo de um adulto do sexo feminino, tendo assim um papel determinante na diferenciação dos sexos na espécie humana.

*TPC - A terapia pós-ciclo (TPC) é um regime dietético e de medicamentos feito por usuários de esteróides anabolizantes para compensar e minimizar o hipogonadismo decorrente do uso do esteróides. O objetivo é restaurar a produção endógena normal de hormônio sexual (tipicamente testosterona) depois que o uso do esteróide é cessado, dessa forma preservando a musculatura e força adquiridas durante o uso do esteróide e minimizando efeitos colaterais como diminuição da libido e depressão. Devido à ação severa de alguns esteróides anabolizantes no fígado (particularmente os orais - esteróides metilados), a TPC é utilizada também para ajudar a purificar o fígado e por fim prepará-lo para suportar um novo ciclo de esteróides anabolizantes.

*Trapezio - O músculo trapézio, de configuração triangular, é o mais superficial dos músculos da região posterior do tronco e do pescoço.
Origem: na base do ocipital, ligamento nucal superior e processos espinhosos, desde a 7ª cervical até a décima segunda vértebra torácica.
Inserção: no terço lateral da clavícula, acrômio e espinha da escápula.

*Treino em pirâmide - Método da Pirâmide - (força e hipertrofia)

A pirâmide pode ser de dois tipos: crescente e decrescente.

Pirâmide Crescente

Atualmente, a pirâmide crescente é usada com repetições máximas ou submáximas – sem a preocupação aparente de não gerar fadiga – com uma progressiva diminuição das repetições e aumento das cargas. Desta forma, a pirâmide crescente consiste em aumentar a carga e diminuir o número de repetições ao longo da série.

Pirâmide Decrescente

Na pirâmide decrescente utilizada atualmente, realiza-se um pequeno número de repetições como cargas elevadas, com progressiva redução da carga e aumento do número de repetições. Lembrando que nesta versão atual, as repetições são realizadas até a fadiga ou próximas a ela, na maior parte dos casos.

*Triceps - É um largo músculo esquelético de três cabeças encontrado em humanos. Ele corre na superfície posterior do braço.
O músculo tríceps braquial é geralmente chamado de "tríceps". Entretanto, o termo "tríceps" (em Latim significa "três cabeças") pode ser usado para qualquer músculo que possua três origens.
As três cabeças são:
Cabeça longa: insere-se no tubérculo infraglenoidal da escápula
Cabeça lateral: insere-se na face posterior do úmero, acima do sulco do nervo radial
Cabeça medial: insere-se na face posterior do úmero, abaixo do sulco do nervo radial

V

*Vigorexia - É tipo uma anorexia reversa, os praticantes de musculação, se olham no espelho mesmo tendo algum volume, se acham fransinos magros.

*Volume muscular - O volume de um corpo é a quantidade de espaço ocupada por esse corpo.Agora volume muscular acho que já deu para dar uma sacada do que se trata,...,tamanho.

*Volume,treino - Séries são os conjuntos de repetições que se realizam nos exercícios com pesos. O número de séries por sessão e a frequência das sessões caracterizam o volume ou "quantidade" do treinamento. Quanto maior o número de séries por grupo muscular, menor deve ser a frequência de treinamento para os músculos envolvidos. Quando poucas séries são realizadas por grupo muscular, geralmente entre 3 e 5 incluindo as séries de aquecimento, o mais habitual é exercitar todo o corpo em uma única sessão, que ocorre de duas à três vezes por semana, intercaladas sempre com pelo menos um dia de descanso. Esse é o esquema mais utilizado para o treinamento de grupos especiais, como por exempo, idosos. Pessoas com mais aptidão podem realizar mais séries por grupo muscular, geralmente com mais de um exercício para cada região do corpo. Nesse caso o treinamento costuma ser dividido, exercitando-se apenas alguns grupos musculares em cada sessão, para que a sua duração fique em torno de uma hora. A divisão do treinamento pode ser em duas, três ou mais partes, e as sessões costumam ocorrer de quatro à seis dias por semana. Atualmente os métodos de treinamento considerados mais produtivos preconizam que quando se realizam cerca de dez séries por grupo muscular o treinamento desse grupo deve ocorrer duas vezes por semana, e quando se realizam cerca de quinze séries, apenas uma vez por semana.

*VO2 máximo - O VO2máx é o volume máximo de oxigênio que o corpo consegue “pegar” do ar que está dentro dos pulmões, levar até os tecidos através do sistema cardiovascular e usar na produção de energia, numa unidade de tempo. Este valor pode ser obtido indireta (através de diferentes testes, cada qual com seu protocolo e suas fórmulas) ou diretamente (pelo teste ergoespirométrico).

O teste ergoespirométrico, conhecido de muita gente (aquele teste que o corredor faz na esteira com uma máscara no rosto e um monte de eletrodos no corpo), além do VO2máx, encontra também os limiares anaeróbicos L1 e L2, que ajudam muito no treinamento (estes limiares são normalmente fornecidos em velocidade e/ou freqüência cardíaca – FC).

Com esses dados é possível planejar um treino mais estruturado. Veja o exemplo do treino com a FC ou velocidade de corrida:

- abaixo do L1: regenerativo
- entre L1 e L2: aeróbico. O corredor consegue manter o ritmo por bastante tempo
- acima do L2: intenso/anaeróbico. Quanto mais longe do L2, menor o tempo que o corredor consegue manter o ritmo

É claro que com os dados obtidos no teste, seu treinador conseguirá periodizar melhor seu treino de acordo com seus objetivos pessoais.

Mas engana-se quem acha que o VO2máx é uma variável como a freqüência cardíaca, que você pode medir com um frequencímetro. O VO2máx é usado para medir o “condicionamento” e o quão “condicionável” é o indivíduo. Costuma ser o melhor índice fisiológico para classificação e triagem de atletas. E mais, normalmente é genético, não podendo ser melhorado muito acima de 20 ou 30%. Além disso, alguns outros fatores também influem no seu valor, tais como:

- taxa de gordura. Quanto maior a taxa de gordura do indivíduo, menor seu VO2máx;
- idade. Quanto maior a idade, menor o VO2máx;
- musculatura. Quanto maior a musculatura, maior o VO2máx, entre outros.

Outra coisa que vale a pena ressaltar é que se o indivíduo for sedentário, provavelmente, com o treinamento, poderá ter seu VO2máx melhorado em até 30%. Já um atleta muito bem treinado, mesmo dando continuidade ao seu treinamento, dificilmente conseguirá melhorar seu VO2máx. Ou seja, quanto mais treinado for o indivíduo, menos ele pode melhorar seu VO2max, às vezes nem 1%. Porém, vale lembrar que mesmo sem aumentar seu consumo máximo de oxigênio, o desempenho deste indivíduo pode melhorar.

W
*WINSTROL - NÃO EXISTE MAIS e NÃO SERVE PARA DEFINIR.

segunda-feira, 15 de novembro de 2010

Diferença entre os treinos de força e hipertrofia.

O Objetivo em um treino de Hipertrofia é atingir o maior número de fibras musculares possíveis, sendo o tempo de recuperação entre séries ente 1 e 3 minutos, 3 a 4 séries de 6 a 12 repetições.
Força Pura: é a capacidade de exercer força máxima na musculatura para dado movimento corporal, contudo os músculos podem exercer força máxima nas seguintes formas: contrações isométricas (estáticas), concêntricas (fase positiva do movimento, onde se vence a resistência), e excêntricas (fase negativa do movimento, onde a resistência vence a sua força).
Para treinos de força 3 séries de 1 a 3 repetições com carga máxima, velocidade de execução lenta e tempo de recuperação entre 3 a 5 minutos.
Existem outras maneiras de se treinar Força e Hipertrofia, de uma pesquisada no fórum que vai encontrar muito material.

sábado, 6 de novembro de 2010

Mais Alongamentos para ser feito em casa ou no trabalho!








Não pense você que os alongamentos só devem ser feitos após as atividade físicas, muito pelo contrário, devem ser feitos, antes de levantar, antes e durante o trabalho e em qualquer lugar.
Os tipos de alongamento também são diferentes entre aquelas pessoas que praticam ou não algum tipo de atividade física.
Neste caso o mais recomendado é procurar um profissional capacitado para que ele defina da melhor maneira possível, uma rotina de exercícios de alongamento.
Os tipos de benefícios que esta atividade física trás em nossa vida podem proporcionar por exemplo, ampliar o relaxamento físico e mental.
Mas existem outros, ele tem a capacidade de promover o desenvolvimento da propriocepção, que em outras palavras é a consciência do nosso próprio corpo.
Reduz também o risco de entorse articular ou lesão muscular, como câimbras ou torcicolos.
Diminui os riscos de problemas nas costas, braços e pernas com o aumento da irrigação sanguínea no local.
O alongamento também diminui a irritabilidade, reduz a gravidade da menstruação dolorosa.
Além de reduzir as dores nas articulações e músculos, e após fraturas ainda consegue acelerar a cicatrização óssea.
Portanto o alongamento, quando bem aplicado, independente de ser antes ou depois de uma atividade física só trás benefícios à sua vida.
Mais importante que isso é ter um profissional capacitado para conseguir orientar e montar um rotina de exercícios de acordo com suas características.

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Nado Borboleta.

Outro dia comentei na aula que tinha visto algo sobre a volta da respiração lateral no nado borboleta.
A nova técnica foi um trabalho coordenado pelo técnico Luis Rafael e utilizada pelo nadador Brasileiro Kaio Marcio.O nadador, de 25 anos, teve um grande fim de temporada em 2009. Em novembro, bateu o recorde mundial dos 200 metros borboleta em piscina curta, em Estocolmo. Ele registrou o tempo de 1min49s11, superando a marca do russo Nikolay Skvortsov (1min50s53).
A modificação é bastante significativa em relação ao Kaio dos anos anteriores
Exemplo da técnica alinhada de borboleta é Michael Phelps
Comparando a técnica de Phelps e Kaio se identifica o quanto de força é jogada fora .
Provavelmente a nova respiração de Kaio vai dar melhor alinhamento e o nadador deve subir menos, melhorando seu deslocamento a frente.

Biomecanicamente sabemos se o movimento for realizado mais baixo com o movimento para frente, a economia energética é maior, pois deve ser uma deficiência que o atleta deve ter e a única forma de corrigir e melhorar seu nado foi essa.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010